Falta de infraestrutura da Apae é tema de debate na Câmara Municipal

Vereadores fiscalizarão convênios e repasses de verbas públicas à entidade.

sem-titulo-1

          Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal desta terça-feira (06), os vereadores debateram a falta de infraestrutura da Apae em São José dos Pinhais, principalmente da unidade Costeira. A discussão foi iniciada pelo vereador Tadeu Camargo, que apresentou fotos das condições precárias do imóvel e dos ônibus escolares.

            Estiveram presentes, na ocasião, alguns funcionários e representantes da comissão de pais dos alunos da Costeira, além do interventor e presidente da Apae em São José dos Pinhais, Hélio Nascimento. “Temos cobrado das autoridades soluções para os problemas da Apae há pelo menos dois anos, mas não obtivemos êxito”, disse Hélio.

            O vereador Tadeu Camargo visitou, no final do ano passado, a unidade da Costeira. Segundo ele e conforme as fotos apresentadas, há ônibus sucateados; parque interditado por causa de areia contaminada de esgoto devido a um vazamento; forros de madeira em salas de aula caindo; iluminação precária; telhas quebradas; sanitários sem portas; salas de fisioterapia inadequadas, entre outros problemas.

            De acordo com informações obtidas pelo vereador, a Associação ainda não recebeu os repasses financeiros de dezembro e janeiro, fato que será verificado em fiscalização realizada pelos vereadores. “Sabemos que a diretoria faz o possível para manter as condições mínimas, mas a Apae necessita de recursos do município e da União para sobreviver”, explicou Tadeu.

            Demais vereadores também fizeram uso da palavra para afirmar que fiscalizarão a situação de convênios firmados entre o município e a Apae e qual foi o destino dado aos recursos. “Em quatro anos aprovamos mais de três milhões de reais em repasses financeiros à Associação, principalmente para melhoria no transporte estudantil. Se o dinheiro não chegou lá, onde está? Como foi aplicado?”, questionou o vereador Professor Marcelo.

 

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 07.02.2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *