Balanço da Festa da Cidade é apresentado à Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer do legislativo

Secretário apresentou relatório final de despesas e receitas, além de pesquisa de satisfação.

           Os vereadores componentes da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da Câmara Municipal, vereadores Luiz Paulo e Marcelo e o representante do vereador Professor Abelino, receberam o secretário municipal da pasta, Thiago Buhrer, na manhã desta quinta-feira (28). Thiago apresentou o relatório final de despesas e receitas, além de uma pesquisa de satisfação, da Festa da Cidade, realizada nos últimos dias 18,19 e 20 de março.

            De acordo com o relatório, estava prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2016, a utilização de um milhão e novecentos mil reais para realização da festa; a secretaria gastou cerca de um milhão oitocentos e sessenta mil reais e arrecadou próximo a um milhão e duzentos mil reais; o investimento final foi de quase 650 mil reais.  Também foi apresentada pesquisa de satisfação realizada durante os três dias do evento, em que foram entrevistadas trezentas pessoas, em média, por dia. Segundo a pesquisa, a satisfação da plateia foi de mais de 95% em diversos quesitos.

            O secretário falou, ainda, sobre a divulgação, segurança, mobilidade e parcerias. Além disso, ele mostrou várias planilhas de custos e arrecadação de maneira detalhada. Ao final da reunião, a Comissão declarou-se satisfeita com o relatório e apresentou sugestões para os próximos eventos. “Acredito que ainda haja necessidade de melhorar as entradas e saídas e também as indicações sobre o local da festa, pois, várias pessoas de outros municípios perderam-se no caminho e, com o grande fluxo de automóveis no encerramento de cada dia, o trânsito ficou bastante complicado”, disse Luiz Paulo.

            Para o vereador Professor Marcelo, o evento foi bem estruturado, mas infelizmente o equilíbrio entre despesas e receitas e, até mesmo o superávit, não foi alcançado. “A festa é importante para promoção do município, porém acredito que os artistas contratados deveriam nos trazer maior retorno financeiro, já que são tão exigentes”, afirmou.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 28.04.2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *