Vereadoras pedem igualdade e reflexão no Dia Internacional da Mulher

Data serve para comemorar conquistas e lutar por mais qualidade de vida para mulheres.

         No Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta terça-feira (08), as vereadoras de São José dos Pinhais fizeram uso da palavra durante a sessão ordinária para falar especialmente sobre a data. Para Nina Singer, Lucia Stoco e Mari Temperasso o dia é de reflexão.

            Nina abriu seu discurso lembrando o episódio que gerou a data: no dia 08 de março de 1857 um incêndio provocado em uma fábrica de Nova Iorque matou cerca de 130 mulheres grevistas que reivindicavam melhores salários e condições de trabalho. “Gostaria que esse fosse um dia de comemoração, mas não é. É um dia de reflexão do que ainda temos que conquistar, em como criar igualdade de direitos. Não queremos parabéns, queremos respeito”, disse a vereadora. Ela também citou dados que comprovam que a mulher ainda é inferiorizada em relação aos homens como, por exemplo, diferença de salários de 22% em média, o que, segundo a ONU, ainda levará setenta anos para se igualarem.

            A vereadora Lucia Stoco acredita que a data é sim motivo de comemoração por todas as conquistas das mulheres através dos anos. Para ela, esse dia representa as lutas e vitórias conquistadas pela mulher na sociedade. Lucia destacou a Lei Maria da Penha, que trata do crime de violência doméstica. “Essa lei protege a mulher desde 2006 e o agressor pode ser preso por até três anos. É uma forma de proteção inspirada em Maria da Penha, que ficou paraplégica após levar um tiro do marido enquanto dormia”, explicou. A vereadora também divulgou o canal de orientação criado pela secretaria especial de políticas para mulheres, o telefone 180. “Funciona 24 horas e não é necessária a identificação, além de ser gratuito”, finalizou.

            Também fizeram uso da palavra para parabenizar as mulheres os vereadores Onildo, Leandro da Nifer, Professor Marcelo e Gastão Vosgerau. A vereadora Mari Temperasso deixou uma mensagem a todas: “Mesmo se a sua cruz estiver pesada, pense que existe um Deus e que você é capaz. Toda mulher pode construir seus sonhos, trabalhar e ser feliz. Hoje desejo força a todas elas”.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 08.03.2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *