Leandro da Nifer defende-se de críticas em redes sociais

Vereador fez uso da palavra em tribuna para esclarecer o fato

          O vereador Leandro da Nifer foi acusado, durante esta semana, por uma página da rede social Facebook, de se autointitular representante do bairro Moradias Trevisan e por nunca ter feito nada pela comunidade da região. Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal dessa quinta-feira (10), Leandro fez uso da palavra em tribuna para esclarecer e desmentir os boatos.

            Segundo o vereador, o presidente pediu para que ele representasse a Casa em uma audiência pública da Cohapar sobre regularização de lotes no Moradias Trevisan, realizada na última segunda-feira (07). Na ocasião, o cerimonial o apresentou como representante do bairro, mas, em nenhum momento, o próprio vereador se autointitulou assim. “Nunca falei isso, pois, fui candidato por São José dos Pinhais e represento todo o município, não este ou aquele bairro”, disse.

            Leandro também foi acusado de não aparecer no bairro e não solicitar nenhuma melhoria para a comunidade local. Em resposta, ele apresentou fotos em reuniões com o presidente da associação de moradores, festa das crianças realizada por ele e sua equipe, visitas à sede da associação, fiscalização de obras, participação em reuniões para discutir problemas do bairro, entre outras. Ainda, foram apresentadas 95 indicações durante seus três anos de mandato pedindo obras e melhorias para o Moradias Trevisan.

            Os demais vereadores mostraram-se solidários com Leandro da Nifer, pois vários deles já sofreram ataques semelhantes. “É inadmissível que essas pessoas continuem usando o nome dos vereadores como escada para se promover, mas creio que os cidadãos que acompanham nosso trabalho de perto saberão reconhecer essas mentiras”, disse Gastão Vosgerau que pediu, ainda, que o corpo jurídico da Casa tome providências em relação ao caso.

            “Esta Casa não pode e não vai ficar refém de instituições e indivíduos que tentam denegrir o legislativo, disseminando discórdia, mentindo e colocando palavras em nossas bocas. Essas pessoas sem qualificação, sem moral e sem cultura não podem lançar boatos nas redes sociais sem serem responsabilizadas por seus atos”, finalizou Leandro.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 11.12.2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support