Professor Abelino fiscaliza cumprimento da Lei que proíbe dupla função

Empresas do transporte coletivo ainda não se adequaram, apesar de o prazo ter terminado no último dia 24.

            O vereador Professor Abelino tem fiscalizado, nos últimos dias, o cumprimento da Lei nº 2487/14 que proíbe que motoristas do transporte coletivo acumulem a função de cobrador. O prazo para adequação à lei, que era de quatro meses, expirou no último dia 24 de fevereiro. Abelino fez uso da palavra em tribuna na sessão ordinária desta quinta-feira (26), para comentar o caso.

            De acordo com o vereador, as empresas Sanjotur e Autoviação São José não esboçaram nenhum movimento em prol da adequação nesses quatro meses. “Estive, na madrugada desta quarta-feira (25), na garagem da Autoviação São José para acompanhar o cumprimento da lei e fiquei preocupado, pois, o executivo não está fiscalizando e as empresas não eliminaram a dupla função”, disse.

            Abelino convidou os demais vereadores a participar de uma reunião com o secretário municipal de transporte, Adriano Mulhstedt para solicitar que as penalidades pelo não cumprimento da lei sejam aplicadas. As empresas poderão ser advertidas, multadas e até mesmo terem sua permissão caçada. “Obtive a informação de que as empresas solicitaram ao prefeito maior prazo de adequação. Porém declaro que sou contra, já que a lei determinou um prazo bastante largo para essa adaptação e, além disso, os vereadores não foram consultados em relação a esse pedido”, declarou ele, destacando, também, que continuará a acompanhar o caso.

Professor Abelino fiscalizou cumprimento da lei que proíbe a dupla função.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 26.02.2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *