CPI investigará imobiliárias em São José dos Pinhais

Mutuários afirmam que contratos de compras de terrenos são abusivos e ilegais

           A Câmara Municipal de São José dos Pinhais aprovou, em sessão desta quinta-feira (09), requerimento que instala Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar fatos relativos a conflitos na negociação entre moradores que adquiriram lotes de imobiliárias. A CPI será composta por cinco vereadores e tem prazo de 120 dias, prorrogável por igual período, para apresentar resultados.

            Estima-se que há, no município, cerca de quatro mil processos relacionados à habitação. Muitos deles devem-se ao fato de a cidade ter crescido demasiadamente desde meados da década de 1990, quando grandes montadoras de veículos instalaram-se na região, o que gerou alta da especulação imobiliária.

            De acordo com os mutuários, os contratos beneficiaram apenas imobiliárias, apresentando taxas de juros abusivas e ilegais. Na ânsia de livrarem-se de aluguéis, muitas pessoas que não tinham conhecimento a respeito do assunto adquiriram os lotes. Após não conseguirem mais arcar com as dívidas, as famílias entraram na justiça pedindo a revisão dos contratos e, segundo elas, foram enganadas por advogados que prometiam ganhar as causas em menos de três anos. No entanto, isso não ocorreu e vários moradores foram despejados ou sofrem com processos intermináveis.

            “Esperamos que a CPI apure as irregularidades na liberação de loteamentos e formas de comercialização desses terrenos. O objetivo é que as imobiliárias dialoguem com proprietários e apresentem propostas de renegociação. Todos querem pagar e regularizar a situação, contanto que os valores sejam justos”, afirma o presidente da Associação de Moradores dos Jardins Antares e Krichak, Carlos Cardoso.

            A Comissão será presidida pelo vereador Luiz Paulo, terá como relator o vereador Professor Abelino e como membros os vereadores Alberto Setnarsky, Tadeu Camargo e Gilberto Mello. “Já nos reunimos para organizar o cronograma de trabalho e iremos apresentar as ações que serão realizadas na próxima sessão”, disse Luiz Paulo.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 09/10/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *