Vereadores recebem taxistas para discutir projeto de lei

Proposta de autoria do vereador Aílton Fenemê gera polêmica entre profissionais

          Os vereadores reuniram-se, na manhã desta terça-feira (24), com taxistas e representantes de rádio táxis e prefeitura de São José dos Pinhais. O tema da reunião foi o projeto de lei apresentado pelo vereador Aílton Fenemê, no último dia 12, que altera alguns critérios para o exercício dessa atividade no município.

            Na proposta que está sendo analisada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara torna-se facultativa a filiação a rádio táxis, o que atualmente é obrigatório. Além disso, os taxistas optarão por aceitar ou não cartões de crédito e será liberada a adesão a aplicativos de celular.

            No entanto, a classe está dividida em relação ao projeto, pois, de acordo com o representante de uma parte dos taxistas, Claudinei Franco, os profissionais querem a modificação na lei atual para dar mais agilidade no serviço e liberdade aos trabalhadores. “Há três rádio táxis no município e cada taxista paga o rateio de 398 reais por mês. O número de carros aumentou com a licitação, ou seja, o serviço diminuiu para cada um, mas a taxa continua a mesma”, explicou.

            Já os representantes das cooperativas declaram que a maioria da classe é contra a aprovação do projeto. “Não somos contra os aplicativos, porém, para serem seguros devem ser regulamentados pelo município, pois, qualquer carro e qualquer pessoa pode se cadastrar e isso incentiva a pirataria”, disse André Paris, um dos representantes das rádio táxis.

            Após a colocação do ponto de vista de cada lado, o vereador Aílton Fenemê sugeriu que o artigo que desobriga os taxistas a utilizar o cartão de crédito seja suprimido, já que é uma necessidade dos usuários. “Também gostaria de solicitar que, após a análise do projeto, uma lista circule entre os profissionais para sabermos o que a maioria deseja, já que a classe está dividida”, afirmou o 2º secretário do legislativo.

            Demais vereadores também deram suas opiniões e sugestões sobre a questão. A representante da prefeitura, Jéssica Assunção, colocou-se a disposição de taxistas e vereadores para eventuais dúvidas sobre os contratos e obrigatoriedades. O projeto segue sob a análise da Comissão de Constituição e Justiça.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 24/06/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Feedback
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support