Exames auditivos serão realizados em alunos do ensino público de São José dos Pinhais

Autoria do projeto de lei é do vereador Luiz Paulo

 

            A Câmara Municipal aprovou, na sessão ordinária desta quinta-feira (19), projeto de lei que estabelece a obrigatoriedade de realização, anual e gratuita, de exames relacionados à saúde auditiva infantil para estudantes da rede pública de ensino até os dez anos de idade. A autoria é do vereador Luiz Paulo.

            Segundo o projeto, que será encaminhado à análise e possível sanção do executivo, as secretarias municipais de saúde e educação oferecerão todas as condições para a realização dos exames de emissões otoacústicas e imitanciometria, que serão realizados no início de cada ano letivo. Os casos detectados de maior gravidade deverão ser encaminhados ao tratamento adequado.

            De acordo com pesquisas especializadas, um programa de triagem auditiva nas escolas pode prevenir dificuldades no desenvolvimento da linguagem oral e escritas, que são ligadas à audição. Várias doenças podem ocasionar déficit auditivo, podendo prejudicar o aproveitamento escolar, causando repetência e evasão.

            Os exames relacionados no projeto de lei aprovado são rápidos, não invasivos, objetivos e sensíveis ao diagnóstico de perda auditiva, podendo ser aplicados em locais sem tratamento acústico, possibilitando a triagem de grande número de crianças. “Poderíamos diagnosticar e tratar muitas doenças auditivas se essa medida já fosse comum nas escolas, evitando futuros sofrimentos aos alunos”, afirmou o vereador Luiz Paulo que é um dos membros da comissão de educação, cultura, esporte e lazer da Câmara.

            O vereador também apresentou projeto, no último mês de julho, instituindo a realização de exames oftalmológicos básicos nos alunos matriculados na rede municipal de ensino de São José dos Pinhais. “Como a escola é um dos principais colaboradores da família no desenvolvimento das crianças, muitas vezes ela é a primeira a detectar que os problemas visuais e auditivos estão dificultando o aprendizado e rendimento escolar do estudante”, justificou Luiz Paulo.

Renata Teixeira Gomes
Foto: Fernanda Grebogy

Assessoria de Imprensa 19/09/2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support