Sinsep pede apoio dos vereadores para não extinção de empregos públicos

Servidores da área de saúde compareceram à sessão da Câmara para reivindicar mudança em projetos de lei complementar.

 

            O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinsep), juntamente com servidores da área de saúde, reivindicou, durante a sessão ordinária da Câmara Municipal desta terça-feira (20), mudanças em projetos de lei complementar que extinguem empregos públicos. Os projetos nº 81 e 82 são oriundos do poder executivo e estão sendo analisados pelos vereadores para votação.

            De acordo com os projetos, por recomendação do ministério público, deverão ser extintos os empregos de preparador de alimentos e agentes de combate a endemias, este integrante do programa Saúde da Família. Tais empregos deverão ser regidos pelo regime estatutário e não mais CLT, como atualmente. Os servidores reivindicam a mudança do regime CLT para estatutário, para que todos os servidores possam usufruir de direitos iguais.

            A presidente do Sinsep, Juciane Zuanazzi, pediu mais discussão sobre os projetos. “O programa Saúde da Família é importante na prevenção de doenças, os agentes comunitários já têm um vínculo com a comunidade e sua manutenção e valorização são imprescindíveis. Queremos que os mais de 200 celetistas sejam transferidos para o regime estatutário”, disse. Juciane irá utilizar a tribuna popular, em nome dos servidores, para expor melhor o assunto na próxima quinta-feira (22).

            O vereador Bira do Banco, em discurso, destacou a independência do legislativo ao discutir assuntos de interesse da comunidade e parabenizou a gestão do atual presidente, Sylvio Monteiro. “Colaborando com o processo democrático que tem ocorrido na Câmara, estamos preparados para qualquer debate, independente de forças extraordinárias”, disse Bira. O vereador leu, a pedido do sindicato, ofício enviado à prefeitura pedindo maior diálogo a respeito de projetos de lei relacionados aos servidores.

            Ao término da sessão, sugerido pelo vereador Aílton Fenemê, os presentes reuniram-se com os vereadores para continuar o debate. Segundo o presidente da comissão de saúde e assistência social da Câmara, doutor Ido, nenhum funcionário será prejudicado. “Iremos à Araucária para entender como os celetistas foram transferidos para o regime estatutário e tentaremos fazer o mesmo em nosso município. Do que depender dos vereadores, todos estarão garantidos, pois lutaremos junto com os servidores”, disse.

Reunião entre vereadores e servidores.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 20/08/2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Deixe-nos um elogio:
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support