Tráfego é tema de debate no legislativo são-joseense

Vereadores querem soluções para engarrafamentos 

        Filas intermináveis, acidentes e obras em vias e BRs que cortam São José dos Pinhais, ultimamente têm causado transtornos aos munícipes. Preocupados com a calamidade do trânsito, os vereadores debateram a respeito durante a sessão ordinária da Câmara Municipal desta terça-feira (14).

            O vereador Leandro da Nifer iniciou a discussão ao fazer uso da palavra em tribuna. Segundo ele, o trânsito está um caos e a única solução seria restringir, em horários de pico, a circulação de veículos pesados pelas vias urbanas. “A cidade não comporta o tráfego pesado, que danifica os asfaltos e causa engarrafamentos”, disse. Ainda, Leandro relatou a pesquisa informal feita por sua equipe que concluiu que a média diária de circulação de caminhões na Avenida Rui Barbosa é de dois por minuto.

            Leandro sugeriu solução apresentando projeto de lei que restringe a circulação de caminhões e carretas em vias da cidade em determinados horários. O projeto encontra-se sob a análise da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. “Peço o apoio de todos os vereadores para que trabalhemos em conjunto lutando pelos interesses da nossa cidade”, concluiu.

            Demais vereadores fizeram uso da palavra para expor suas opiniões e apresentar possíveis soluções. De acordo com professor Abelino, o comércio sai prejudicado também, pois as pessoas preferem fazer compras em Curitiba devido ao engarrafamento da Avenida Rui Barbosa. “As pessoas que moram no Guatupê, Ipê, Borda do Campo, entre outros, pegam a BR 277 e vão direto à capital, sem enfrentar muito trânsito, fato que prejudica o comércio do município”, explicou.

            Para Carlos Machado a maior responsável pelos danos na mobilidade urbana é a concessionária Autopista Litoral Sul. “Todos os bairros próximos ao contorno estão com problemas de tráfego, pois não há fiscalização da ANTT nas obras da Litoral Sul. Isso é desrespeito com a população”, disse o vereador que sugeriu, ainda, que as obras sejam realizadas no período da noite.

            Também comentaram o assunto os vereadores Onildo, Lucia Stoco, Tadeu Camargo, Alberto Setnarsky e Nina Singer. “O ministério público deve intervir nesta situação junto a concessionária, pois temos o direito de transitar pela cidade, que atualmente, está tomada pelos caminhões que desviam dos contornos para tentar fugir dos engarrafamentos”, disse Nina.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 14/05/2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Feedback
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support