Vereadores tiram dúvidas relacionadas as obras do Pac da Copa em São José dos Pinhais

             A Câmara Municipal recebeu, na manhã desta quinta-feira (14), o diretor presidente e o diretor técnico da Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), Gil Fernando Polidoro e Sandro Setim, respectivamente, para esclarecer dúvidas relacionadas as obras do Pac da Copa em São José dos Pinhais.

            Estão sendo realizadas no município duas obras de mobilidade para a Copa 2014: o corredor aeroporto-rodoferroviária e o corredor Marechal Floriano. Localizado na divisa entre Curitiba e São José dos Pinhais, o corredor aeroporto-rodoferroviária é o principal eixo de ligação entre o aeroporto e a rodoviária. A obra compreende a requalificação da Avenida das Torres, Rua Comandante Aviador José Paulo Lepinski e Rocha Pombo. Serão construídas trincheiras para veículos e passagens em desnível para pedestres. O custo da obra é de R$ 47.603.366,49 e o prazo de execução é de 16 meses.

            Já o corredor Marechal Floriano liga o aeroporto ao centro de Curitiba. Serão construídas duas trincheiras – nas Ruas Joaquim Nabuco e Claudino dos Santos -, além de ampliação da ponte sobre o rio Iguaçu, prolongamento da canaleta exclusiva de ônibus da Avenida Marechal Floriano até o terminal central de São José dos Pinhais e restauração de pavimento, iluminação, calçamento, ciclovia e paisagismo. O investimento é de R$ 21.165.702,72, o prazo para o término da obra é de 15 meses.

            De acordo com o secretário municipal de urbanismo, Marcelo Ferraz, as obras irão beneficiar o município, mesmo após o evento. “O município está em constante desenvolvimento. Essas obras do governo federal irão melhorar a qualidade de vida da população local, melhorando o fluxo dentro da cidade. Sabemos que o foco é a Copa do Mundo, mas a infraestrutura ficará como legado a São José dos Pinhais”, explicou Ferraz.

            Ainda, além das obras de mobilidade urbana, segundo Sandro Setim, haverá o legado tecnológico como monitoramento por câmeras, painéis de informações aos usuários e sincronização de semáforos. O diretor afirmou, também, que a contrapartida do município foi a autorização para realização das obras e desapropriação de propriedades particulares.

            Após a explanação, os representantes da Comec responderam diversas dúvidas dos vereadores presentes. “O incômodo para população é momentâneo, mas os benefícios serão permanentes. Agradecemos a colaboração da Comec para que possamos repassar as informações aqui prestadas à comunidade”, disse o presidente da Casa, vereador Sylvio Monteiro.

            Participaram da reunião os vereadores Tadeu Camargo, Luiz Monteiro, Luiz Paulo, Alberto Setnarsky, Nina Singer, Lucia Stoco, Mari Temaperasso, professor Assis, Onildo, Aílton Fenemê, professor Marcelo, doutor Ido, Bira do Banco, Edison Celli e os secretários municipais Marcelo Ferraz e Rafael Rueda.

 

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 14/03/2013

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Feedback
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support