Agências bancárias de São José dos Pinhais terão mais segurança

Vereadores criam Lei para coibir criminalidade

              A Câmara Municipal aprovou, na sessão ordinária dessa quinta-feira (31), projeto de lei que torna obrigatória a instalação de dispositivos de segurança em agências e postos de serviços de bancos localizados no município. A iniciativa é d dos vereadores professor Assis (PSDB), José Vieira (PSD), Bira do Banco (PT) e Carlos Machado (PSDB), com a colaboração dos Sindicatos dos Vigilantes e Bancários de Curitiba e Região.

            De acordo com o projeto, que segue para a sanção do Executivo, cada unidade de atendimento deverá dispor de porta eletrônica de segurança, inclusive no espaço de autoatendimento. Tal dispositivo deverá contar com detector de metais, travamento e retorno automático, vidros laminados e resistentes a projéteis e abertura pra entrega do objeto laminado ao vigilante.

            Também será obrigatória a instalação de vidros resistentes a disparos de armas de fogo nas fachadas externas do térreo e nas divisórias internas das instituições financeiras. As agências deverão dispor de sistema de monitoração e gravação eletrônica de imagens, em tempo real, através de circuito fechado de televisão, interligado com central de controle fora do local.

            Ainda, a agência deverá providenciar divisórias opacas e com altura de dois metros entre os caixas, inclusive nos eletrônicos, para garantir a privacidade dos clientes durante suas operações. Será vedado aos vigilantes o exercício de qualquer atividade, no interior do estabelecimento, que não seja a de segurança. Tais vigilantes serão obrigados a usar colete a prova de bala, portar arma de fogo e arma não letal autorizada, além de dispor de assento apropriado e escudo de proteção.

            Segundo os autores, o principal objetivo é evitar os crimes “saidinha de banco”. “Assaltos, sequestros e outros ataques viraram, infelizmente, rotina, assustando trabalhadores, clientes e usuários das agências. Essa é uma ameaça permanente para quem trabalha ou busca atendimento bancário e os investimentos feitos pelas instituições para melhoria da segurança têm sido insuficientes”, justifica o vereador Bira do Banco.

            Para o presidente da Casa, professor Assis, a medida atenderá um antigo pedido da população. “A Lei contribuirá, não só para a melhoria da segurança privada, mas principalmente para a proteção da vida de bancários, vigilantes, clientes e usuários dos estabelecimentos de São José dos Pinhais”.

 

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 05/06/2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *