Vereador professor Walder Mulbak encaminha pedidos da comunidade

            O vereador professor Walder Mulbak (DEM) apresentou, na sessão ordinária da Câmara Municipal dessa terça-feira (28), diversas indicações ao Poder Executivo sugeridas pela comunidade são-joseense. O vereador também fez uso da palavra em tribuna para reforçar a importância dos pedidos.

            Relacionado a segurança, Walder solicitou um estudo para implantação de aulas de defesa pessoal para mulheres, que seriam oferecidas nos CRAS (Centro de Referência da Assistência Social). Em discurso, o vereador citou o caso de uma moradora da cidade que sofreu com um assalto em que também foi agredida. “As mulheres precisam saber o mínimo para se protegerem. Já existe essa modalidade e professores habilitados para ministrarem as aulas”, afirmou.

            Também como sugestão da população, Mulbak apresentou indicação para que o Executivo contrate um motoqueiro para vistoria da iluminação pública durante a noite, identificando os pontos de escuridão e recomendando a troca das lâmpadas, quando necessário. Segundo ele, a falta de iluminação pública causa insegurança e pode contribuir com assaltos e casos de violência.

            Em tribuna o vereador relatou que, ultimamente, tem pedalado todos os dias até seu local de trabalho, porém, tem sentido dificuldades relacionadas a infraestrutura para os ciclistas. “É um meio de transporte barato, ecológico e rápido. No entanto, as poucas ciclovias de São José dos Pinhais são mal planejadas e não há segurança no trânsito para ciclistas. Precisamos de ações para que nossos moradores tenham melhores condições de vida”, declarou Walder. A indicação nº 6893, apresentada por ele, pede a manutenção geral de todas as ciclovias existentes no município.

            Outra solicitação do vereador é a construção de uma rua, na marginal da BR 277, que ligue o Jardim São Judas Tadeu, na região do bairro Guatupê, à avenida Rui Barbosa. De acordo com o vereador, o pedido já vem sendo feito há anos e a comunidade do local sofre com a dificuldade em se deslocar ao centro da cidade. “Depois de muita luta conseguimos que construíssem uma ponte ligando o São Judas Tadeu a Curitiba, mas é necessário também, uma ligação com o Jardim Independência, pois é muito longe para as crianças do bairro estudarem na capital”, explicou.

 

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 28/06/2011

 

Clique 2 vezes na foto e a veja em alta resolução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Deixe-nos um elogio:
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support