Vereador Carlos Machado requer medidas corretivas no setor de saúde

O vereador Carlos Machado (PSDB) apresentou, na sessão ordinária da Câmara Municipal dessa quinta-feira (28), requerimento solicitando informações ao Executivo a respeito do atendimento no setor de saúde pública. O vereador também fez uso da palavra em tribuna para comentar o assunto.

De acordo com o requerimento, a equipe de assessores do vereador e familiares de uma senhora, usuária da saúde pública, verificou irregularidades no atendimento do hospital São José. A senhora deu entrada na Unidade de Saúde 24 horas do Afonso Pena, dia 24 de abril, com fortes dores abdominais. Transferida, no dia seguinte, ao hospital São José para exame de ecografia, ela ficou sem atendimento até as 20:40 horas, pois o médico plantonista não se encontrava no local. O exame foi realizado apenas na manhã seguinte.

No pedido, o vereador solicita que sejam adotadas as medidas corretivas no serviço público em questão para que fatos semelhantes não voltem a ocorrer. Carlos Machado requer também, envio ao Legislativo de relatório das conclusões desse trabalho bem como a apuração dos fatos e punição dos responsáveis, através de instauração de processo administrativo.

Na mesma ocasião o vereador fez uso da palavra em tribuna para comentar o ocorrido. “O que está acontecendo no município é um absurdo. Peço ao prefeito e secretário de saúde que tomem as providências necessárias. No dia do ocorrido havia apenas enfermeiras e residentes no hospital, o plantonista simplesmente não apareceu”, afirmou Machado.

O vereador aproveitou a oportunidade para tratar de outro assunto importante: a segurança pública. Segundo ele, existem cerca de 9,5 milhões de armas nas mãos de bandidos. “O desarmamento não vai resolver esta situação, o que resolve é mais policiamento nas ruas, melhores condições de trabalho e salários para os policiais. Sou a favor da vida e das famílias que, infelizmente, têm que se armar para se defender. Existem coisas muito mais importantes que um referendo sobre o assunto, como por exemplo, drogas, previdência, saúde e educação, por isso temos que economizar os gastos públicos”, finalizou.

Renata Teixeira Gomes
Assessoria de Imprensa 29/04/2011

Clique 2 vezes na foto e a veja em alta resolução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Feedback
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support