Câmara Municipal presta conta atendendo Lei de Responsabilidade Fiscal

Na tarde dessa quinta-feira, 30, junto a Comissão de Finanças e Orçamento do Poder Legislativo, presidida pelo vereador Fenemê e tendo como membro o vereador Onildo dos Santos, a Câmara Municipal de São José dos Pinhais prestou contas durante a realização da 31ª Audiência Pública da Gestão Fiscal. A audiência contou com a participação do diretor Geral da Casa de Leis, Giovani de Souza e o secretário Municipal de Finanças, Robson Ezequiel. 
 
O relatório apresentado pelo diretor Geral da Câmara Municipal, atendendo o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, demonstrou o equilíbrio das despesas e o respeito aos limites estabelecidos pela Legislação. De acordo com os percentuais apurados para os gastos com pessoal – objeto principal da referida prestação de contas, fica evidente ser bem inferior ao que é permitido pela lei. 
 
 A despesa com pessoal, legalmente permitida, de acordo com o art. 20, inciso III, alínea “a”, da LRF, é de 6% da Receita Líquida Corrente. No entanto, explica Giovani, a despesa do legislativo foi de apenas 2,09% da RCL. Estes dados são referentes a setembro de 2009 a setembro de 2010 (ano móvel).
 
O diretor geral informou ainda que, nesse período, a Câmara Municipal realizou duas audiências públicas da Gestão Fiscal de 2009 e 2010, 63 sessões ordinárias, 03 sessões especiais e 02 sessões extraordinárias. Já, no que se refere as atividades parlamentares, foram apresentados 64 Requerimentos; 5.396 Indicações; 2 Moções e 4 Resoluções. Também foram analisados e aprovados 69 Decretos Legislativos; 112 Projetos de Lei do Executivo; 39 Projetos da Câmara Municipal e 6 Leis Complementares do Executivo. 
 
Finalizando sua apresentação Giovani reafirmou que, diante dos resultados retratados no Relatório, o poder Legislativo são-joseense nada tem para corrigir com referência aos limites estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal. “Mais uma vez a Câmara de Vereadores de São José dos Pinhais demonstra respeito com o erário público, gastando bem menos do que a lei permite”, encerrou o diretor geral da Casa de Leis.
 
Jornalista Nara Moreira – 01/10/2010

Clique 2 vezes na foto e a veja em alta resolução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Feedback
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support