Presidente da Comissão Especial presta esclarecimentos sobre andamento das investigações contra empresa que fazia coleta de lixo no ano de 2008

O vereador Bira do Banco (PT), presidente da Comissão Especial que realiza estudos específicos com relação à execução da prestação de serviço de coleta de lixo, até 2008, pela empresa Ecosystem, fez uso da tribuna, durante sessão ordinária da Câmara Municipal de São José dos Pinhais, para falar do andamento do processo de investigação contra a referida empresa.
                Ao iniciar sua fala, o vereador reafirmou que todas as forças políticas estão representadas na Comissão, o que demonstra claramente a inexistência de viés político-partidário. “Até porque, o interesse maior da investigação das irregularidades não é dos partidos, o interesse maior é de todos os cidadãos são-joseenses, enquanto contribuintes e que foram lesados por esta empresa”, acrescentou.
                Segundo ele, a Comissão esteve reunida com o delegado do Cope, Francisco Caricati, responsável pela investigação. De acordo com o delegado e notícias veiculadas na imprensa, a empresa Ecosystem Serviços Urbanos Ltda, responsável pela coleta do lixo doméstico na cidade, desde 2003, estava transportando lixo industrial para o aterro da Caximba, o que é proibido, junto com o resíduo gerado pela população. A fraude proporcionava aumento da carga dos caminhões e, conseqüentemente, elevava em 30% o valor pago pelo serviço. A Polícia Civil afirma ter provas das fraudes nos anos de 2007 e 2008.
                Ainda, conforme Bira, a empresa depositava perto de 4,5 mil toneladas de resíduos por mês, ao custo de R$ 89,00 a tonelada, deste total 1,3 mil toneladas era adicionada ilegalmente na conta da prefeitura. Com o esquema, o custo do serviço subia em mais de um milhão de reais ao ano. Também, disse o delegado, a empresa chegou a coletar lixo gratuitamente de organizações que não tinham contrato com a empresa. A suspeita é de que essas coletas serviam para inflar ainda mais a conta de São José dos Pinhais.
                O delegado do Cope, contou que policiais acompanharam os caminhões da empresa por alguns dias, coletando explicações de motoristas e demais funcionários. Ex-funcionários da empresa também deram depoimento, comprovando a existência de fraudes. Os policiais cumpriram mandato de busca e apreensão nas dependências da Ecosystem, onde foram apreendidos computadores e documentos.
Após o material ser examinado, o Cope se deparou com um esquema bem armado para aumentar o peso do lixo recolhido. Ainda, com base nos documentos, foi possível comprovar e desmontar todo o esquema, sendo indiciadas por estelionato quatro pessoas, o sócio gerente, o sócio proprietário, o diretor comercial e o chefe do pátio da empresa, podendo, se for comprovado, indiciados por crime contra a administração pública, formação de quadrilha e não menos importante, por crime ambiental. As investigações enfocam agora se houve ou não participação por parte de funcionários públicos de São José dos Pinhais.
Encerrando, o vereador Bira do Banco, acrescentou que “o nosso papel, enquanto vereadores, entre outros, é exatamente esse, sermos vigilante no tocante a coisa pública. Um exemplo é saber aonde vai ser aplicado o dinheiro economizado com a contratação da nova empresa que ganhou a licitação, a Wambas. E, também saber onde foi parar o dinheiro pago a mais causado por essa falcatrua. Temos que cobrar do órgão competente que acione judicialmente esta empresa para que seja ressarcido aos cofres públicos esse ganho ilícito”. O orador disse ainda que a empresa Wambas deve ser acompanhada, para que no futuro não aconteça o que aconteceu com a Ecosystem, uma vez que denúncias já houveram de problemas dessa empresa em outras localidades.
                 A Comissão Especial é composta pelos vereadores Bira do Banco (PT),  Carlos de Castro (DEM), Ailton Fenemê (PSDB), Toninho da Anderson (PP), Imar Augusto (PSB) e José Vieira (PTB), sendo  presidida pelo vereador Bira  e a relatoria  a cargo do vereador Carlos de Castro. Ela terá mais 30 dias para apresentar relatório final, pois teve o prazo prorrogado através de votação em plenário na última sessão.
Jornalista Nara Moreira – 08/05/2009
 

 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Feedback
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support