Lopes emociona autoridades e convidados durante entrega de Título de Cidadão Honorário

Cerimônia contou com a participação da Banda Marcial da Polícia Militar

O discurso proferido pelo mais novo cidadão honorário de São José dos Pinhais durante sessão solene realizada na noite da última quinta-feira (30), na Câmara Municipal, deixou os convidados e autoridades emocionadas. Durante seu pronunciamento, o sargento Carlos Alberto Lopes de Souza, falou sobre ética, trabalho e companheirismo. A honraria concedida através da Lei nº 989 de 26 de março de 2007 foi entregue pelo vereador Marcos da Vidofer, autor do projeto. “É uma honra homenagear uma pessoa batalhadora, íntegra e de bom caráter, comprometida pelo dever de proteger a comunidade são-joseense”, disse Marcos da Vidofer.

Ao comentar sobre a sua profissão, Lopes destacou a ética, a responsabilidade, a honestidade, o companheirismo, o trabalho em equipe, a coragem, a devoção ao dever, inclusive o de obediência. “Aqueles que se conduzem minimamente ao contrário destas proposições são rapidamente chamados de volta a elas, isto, quando a gravidade do caso concreto exige, deixam de fazer parte da nossa família”, declarou.

Natural de Cruzeiro do Oeste, o homenageado reside no município desde a década de 80 e há 16 anos presta serviços ao estado do Paraná e a comunidade são-joseense. Aos 18 anos, diante do Pavilhão Nacional, jurou devotar-se exclusivamente ao serviço do Estado e da Pátria, cuja honra integridade, veracidade e instituições, se propôs a “defender com o sacrifício da própria vida”, quando na ocasião graduava-se como soldado de primeira classe. Em 1998 foi promovido a cabo e, após rigorosa seleção, no ano de 2001, foi aprovado no curso de formação de sargentos. Lopes é graduado em Direito pela PUC-PR e atualmente exerce sua função como sargento adjunto do policiamento da 1ª Cia do 17º Batalhão.

Em seu discurso, Lopes enfatizou ainda que para “defender a pátria não é preciso esperar que uma tragédia se abata sobre ela, ao contrário, defender a pátria é não esperar, é atuar de maneira pró-ativa, preventiva, constante e incansável. Trabalhar em favor da pátria é exercer a cidadania e, na esfera das nossas atribuições constitucionais, cumprir e fazer cumprir a lei”.

Em seu discurso, Lopes enfatizou ainda que para “defender a pátria não é preciso esperar que uma tragédia se abata sobre ela, ao contrário, defender a pátria é não esperar, é atuar de maneira pró-ativa, preventiva, constante e incansável. Trabalhar em favor da pátria é exercer a cidadania e, na esfera das nossas atribuições constitucionais, cumprir e fazer cumprir a lei”.
“A primeira autoridade que conheci foi meu pai”, disse ao falar da família. “Um homem simples, humilde, mas que me ensinou a respeitar o próximo para obter o direito de esperar e exigir o mesmo, além de me dar o exemplo do trabalho, da honestidade e da humildade”. O homenageado afirmou ainda que essas lições ele leva para a vida e, que ao lado da sua esposa Adriana, ensina aos seus filhos: José Carlos e Ana Carolina. “Assim sempre seremos aceitos onde quer que estejamos e respeitados por quem quer que seja”, argumentou. “Minha família querida. Vocês são o meu tesouro nesta terra”.

Com grande emoção, o sargento Lopes agradeceu ao vereador Marcos da Vidofer pela homenagem recebida, a qual dividiu com seus irmãos e irmãs de farda, porque segundo ele, não o conquistou sozinho. “Ainda que eu fosse o mais eloqüente dos oradores, dificilmente encontraria palavras para descrever a emoção que sinto neste momento, pois sei que tal honra, é outorgado aos mais relevantes membros da nossa sociedade”.

A sessão solene contou com a ilustre participação da Banda Marcial da Polícia Militar do Paraná, a qual executou os hinos: Nacional e de São José dos Pinhais, bem como a Canção 10 de Agosto – hino da Polícia Militar. Os convidados puderam ainda, antes da cerimônia, ouvir lindas músicas executadas por esta renomada Banda.

Fizeram parte da mesa diretora o presidente da Câmara Municipal, professor Assis; o prefeito Leopoldo Meyer; o vereador Marcos da Vidofer – proponente da homenagem; o comandante do 17º BPM , Ten. Cel. Marcos Teodoro Scheremeta e o homenageado, e da sua extensão, os vereadores: Tarcísio Klettemberg, Donizete Fraga, Auro Luis e Carlos de Castro e o comandante da 1ª Cia do 17º BPM, Ten. Marcio Maia Moreira.

O evento também foi prestigiado pelo diretor da Guarda Municipal, José Roberto; sub-comandante da 1ª Cia do 17º BPM, Adilson de Oliveira Santos; promotora Márcia Isabele Graff Beninca e pelo assessor parlamentar do deputado federal Luis Carlos Setim, Carlos Pereira, além de componentes da Polícia Militar e da Guarda Municipal, familiares e amigos do homenageado.

Jornalista: Franciele Stoco

DRT/PR 5467 –03/09/07

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Feedback
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support