Vereadores questionam mais uma vez sobre falta de recursos Estaduais para Educação

Na tarde desta terça-feira (28), durante sessão legislativa, vários vereadores fizeram uso da palavra para reclamarem da falta de investimentos, por parte do governo do Estado, na área da Educação. A principal reivindicação dos vereadores é quanto aos projetos, já previstos, de construção ou reforma das Escolas Estaduais São Cristóvão, Anita Canet e Ipê, entre outras.

O vereador Donizete Fraga, que há mais de três anos vem lutando para resolver o problema da Escola Estadual São Cristóvão desabafou dizendo “infelizmente a comunidade acha que nós vereadores não fizemos nada, mas as decisões não dependem de nós, a nossa parte a gente faz, que é reivindicar e solicitar junto aos órgãos competentes, que muitas vezes não atende os nossos pedidos”.

O vice-presidente da Câmara Municipal, vereador prof. Walder Mulbak, também falou sobre o mesmo assunto, acrescentando que agora o governo estadual quer lançar o programa “Escola Para Todos” e ele pergunta como se, atualmente, os estabelecimentos de ensino já não dão conta da demanda. “Para implantar este programa, quantas escolas seriam necessárias construir”, indaga Walder.

Outro ponto comentado por Walder Mulbak diz respeito também à falta de credibilidade da comunidade nos vereadores. “Nós sabemos as reais necessidades da população, pois é a nós que chegam as suas reivindicações e trabalhamos, junto aos órgãos de governo, para que os seus pedidos sejam atendidos e é muito triste não vermos resultados, pois não depende dos vereadores a liberação de recursos para esses investimentos, ou outros como melhoria nas ruas, iluminação pública e tantos mais”.

Contrapondo a fala dos vereadores Donizete Fraga e Walder Mulbak, o vereador Fenemê disse que muitas vezes a culpa não é do governo do Estado, mas sim dos que elaboram os projetos, que muitas vezes são encaminhados errados e por esta razão demoram em serem executados. Encerrando o seu pronunciamento Fenemê fez um apelo ao prefeito Municipal para que seja construída calçada na rua Tavares de Lira, já solicitada há muito tempo, pois muitas crianças e pedestres utilizam essa via e eles têm que andar pelo meio da rua, o que é muito perigoso.

FESTAS RAVES
A realização de festas raves voltou a ser abordada pelo vereador Marcos da Vidofer, que tinha apresentado projeto de Lei sobre o assunto. Em sua fala ele disse que o governo federal pretende proibir a realização desses eventos em todo o Brasil. “Nós poderíamos ter dado o exemplo para o Brasil, mas a repercussão negativa ao meu projeto, me obrigou a retira-lo de pauta, mas é com satisfação que recebo a notícia da proibição, pois acredito que muitos jovens não se entregariam ao vicio de drogas se não participassem dessas festas”, finalizou.

Jornalista Nara Moreira – 28/08/2007

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Feedback
Feedback
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support